quinta-feira, outubro 28, 2010


Diga não ao Bullying

2
Bom resolvi criar esse post porque um amigo meu andava sofrendo bullying em um curso que fazemos juntos, ele era humilhado e o grupo que praticavam bullying nele acho que tem preconceito com a sua escolha sexual, gente bullying é uma coisa muito feia e humilhante, graças a Deus que tudo se resolveu e ele nem ligou para as pessoas, a coisa mais certa que ele fez foi isso e ir logo na diretoria, apesar de ele estar sofrendo bullying a muito tempo o principal foi ele não ter medo de falar.


Bullying é um termo em inglês utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por uma pessoa ou grupo com o objetivo de intimidar ou agredir outra pessoa (ou grupo) incapaz(es) de se defende.

O bullying divide-se em duas categorias:

1. bullying direto;
2. bullying indireto, também conhecido como agressão social

O bullying direto é a forma mais comum entre os agressores masculinos. A agressão social ou bullying indireto é a forma mais comum em bullies do sexo feminino e crianças pequenas, e é caracterizada por forçar a vítima ao isolamento social. Este isolamento é obtido através de uma vasta variedade de técnicas, que incluem:
  • espalhar comentários
  • recusa em se socializar com a vítima
  • intimidar outras pessoas que desejam se socializar com a vítima
  • criticar o modo de vestir ou outros aspectos socialmente significativos (incluindo a etnia da vítima, religião, incapacidades etc).
Tipos de bullying

  • Insultar a vítima; acusar sistematicamente a vítima de não servir para nada.
  • Ataques físicos repetidos contra uma pessoa, seja contra o corpo dela ou propriedade.
  • Interferir com a propriedade pessoal de uma pessoa, livros ou material escolar, roupas, etc, danificando-os
  • Espalhar rumores negativos sobre a vítima.
  • epreciar a vítima sem qualquer motivo.
  • Fazer com que a vítima faça o que ela não quer, ameaçando a vítima para seguir as ordens.
  • Colocar a vítima em situação problemática com alguém (geralmente, uma autoridade), ou conseguir uma ação disciplinar contra a vítima, por algo que ela não cometeu ou que foi exagerado pelo bully.
  • Fazer comentários depreciativos sobre a família de uma pessoa (particularmente a mãe), sobre o local de moradia de alguém, aparência pessoal, orientação sexual, religião, etnia, nível de renda, nacionalidade ou qualquer outra inferioridade depreendida da qual o bully tenha tomado ciência
  • Isolamento social da vítima.
  • Usar as tecnologias de informação para praticar o cyberbullying (criar páginas falsas sobre a vítima em sites de relacionamento, de publicação de fotos e etc)
  • Chantagem.
  • Expressões ameaçadoras.
  • Grafitagem depreciativa
  • Usar de sarcasmo evidente para se passar por amigo (para alguém de fora) enquanto assegura o controle e a posição em relação à vítima (isto ocorre com frequência logo após o bully avaliar que a pessoa é uma "vítima perfeita").
  • Fazer que a vitima passe vergonha na frente de várias pessoas
Legislação
Os atos de bullying configuram atos ilícitos, não porque não estão autorizados pelo nosso ordenamento jurídico, mas por desrespeitarem princípios constitucionais (ex: dignidade da pessoa humana) e o Código Civil, que determina que todo ato ilícito que cause dano a outrem gera o dever de indenizar. A responsabilidade pela prática de atos de bullying pode se enquadrar também no Código de Defesa do Consumidor, tendo em vista que as escolas prestam serviço aos consumidores e são responsáveis por atos de bullying que ocorram nesse contexto.
"No estado brasileiro do Rio de Janeiro, uma lei estadual sancionada em 23 de setembro de 2010 institui a obrigatoriedade de escolas públicas e particulares notificarem casos de bullying à polícia. Em caso de descumprimento, a multa pode ser de três a 20 salários mínimos (até R$ 10.200) para as instituições de ensino."

informações: wikipédia

2 comentários:

Marcelo @Mah.TF disse...

o bullying é uma coisa comum entre escolas publicas e particulares, direto vejo passar notícias sobre Bullying e CiberBullying contra pessoas indefessas, se você não quer sofrer bullying, não cometa ele.


http://katypbr.blogspot.com - Marcelo

Lorena Garcia disse...

verdade..

Postar um comentário

Gostou do post? comenta!, sua opinião é muito importante para nós e não se esqueça de voltar pois nós sempre respondemos, alguma dúvida? nos mande um e-mail contatoggd@hotmail.com